×

Warning

JUser: :_load: Unable to load user with ID: 42

Pergunta: “Procuro respostas para perguntas importantes. Recebi uma correspondência de conhecidos que dizia: ‘Senhor, Senhor, onde estás? Será que ainda continuas atento aos acontecimentos no mundo? Por que permites a existência de tantas religiões, se és único? Os homens querem um sinal! Por favor, dá-o a eles’.”

Resposta: Perguntas como essas já foram levantadas pelos filhos de Corá (veja o Salmo 44). Elas indicam um coração que busca, que tem dúvidas e que – esperamos – procura a verdade. Se essa busca for sincera, Deus responderá, conforme Jesus prometeu (veja Mt 7.7-8). Isso não significa que todas as perguntas serão respondidas imediatamente, o que só é prometido para quando estivermos com Jesus na glória (veja Jo 16.23). Hoje ainda vivemos numa época em que acontecem coisas incompreensíveis, que nunca teríamos imaginado. No final das contas, trata-se das conseqüências trágicas do fato de que a maioria da humanidade afastou-se de Deus e dos Seus mandamentos.

Apesar disso, nosso coração cheio de dúvidas pode aquietar-se já agora se nos firmarmos nAquele em quem confiaram os filhos de Corá e muitos outros. Por favor, leia o Salmo 46. Aliás, quando surgem perguntas semelhantes, é aconselhável ler os Salmos. Muitas vezes os autores dos Salmos decidiram assumir uma posição de fé: “Senhor, mesmo que eu não compreenda muitas coisas, mesmo quando não entendo a Ti, vou me firmar em Ti e confiar em Ti.” A fé não é uma questão intelectual, mas do coração.

É verdade que atualmente muitos querem sinais. O mesmo ocorria na época de Jesus. A respeito, o Senhor Jesus deu uma resposta muito séria aos fariseus e saduceus, quando vieram tentá-lO e Lhe pediram um sinal do céu: “...Chegada a tarde, dizeis: Haverá bom tempo, porque o céu está avermelhado; e, pela manhã: Hoje, haverá tempestade, porque o céu está de um vermelho sombrio. Sabeis, na verdade, discernir o aspecto do céu e não podeis discernir os sinais dos tempos? Uma geração má e adúltera pede um sinal; e nenhum sinal lhe será dado, senão o de Jonas. E, deixando-os, retirou-se” (Mt 16.2-4).

Em resumo: você não pode responder certas perguntas de seus conhecidos, mas pode animá-los a tomar uma decisão concreta: crer e confiar no Deus onipotente e em Sua Palavra! Desejamos-lhe muita graça para isso! (Elsbeth Vetsch)

Pergunta: “Procuro respostas para perguntas importantes. Recebi uma correspondência de conhecidos que dizia: ‘Senhor, Senhor, onde estás? Será que ainda continuas atento aos acontecimentos no mundo? Por que permites a existência de tantas religiões, se és único? Os homens querem um sinal! Por favor, dá-o a eles’.”

Resposta: Perguntas como essas já foram levantadas pelos filhos de Corá (veja o Salmo 44). Elas indicam um coração que busca, que tem dúvidas e que – esperamos – procura a verdade. Se essa busca for sincera, Deus responderá, conforme Jesus prometeu (veja Mt 7.7-8). Isso não significa que todas as perguntas serão respondidas imediatamente, o que só é prometido para quando estivermos com Jesus na glória (veja Jo 16.23). Hoje ainda vivemos numa época em que acontecem coisas incompreensíveis, que nunca teríamos imaginado. No final das contas, trata-se das conseqüências trágicas do fato de que a maioria da humanidade afastou-se de Deus e dos Seus mandamentos.

Apesar disso, nosso coração cheio de dúvidas pode aquietar-se já agora se nos firmarmos nAquele em quem confiaram os filhos de Corá e muitos outros. Por favor, leia o Salmo 46. Aliás, quando surgem perguntas semelhantes, é aconselhável ler os Salmos. Muitas vezes os autores dos Salmos decidiram assumir uma posição de fé: “Senhor, mesmo que eu não compreenda muitas coisas, mesmo quando não entendo a Ti, vou me firmar em Ti e confiar em Ti.” A fé não é uma questão intelectual, mas do coração.

É verdade que atualmente muitos querem sinais. O mesmo ocorria na época de Jesus. A respeito, o Senhor Jesus deu uma resposta muito séria aos fariseus e saduceus, quando vieram tentá-lO e Lhe pediram um sinal do céu: “...Chegada a tarde, dizeis: Haverá bom tempo, porque o céu está avermelhado; e, pela manhã: Hoje, haverá tempestade, porque o céu está de um vermelho sombrio. Sabeis, na verdade, discernir o aspecto do céu e não podeis discernir os sinais dos tempos? Uma geração má e adúltera pede um sinal; e nenhum sinal lhe será dado, senão o de Jonas. E, deixando-os, retirou-se” (Mt 16.2-4).

Em resumo: você não pode responder certas perguntas de seus conhecidos, mas pode animá-los a tomar uma decisão concreta: crer e confiar no Deus onipotente e em Sua Palavra! Desejamos-lhe muita graça para isso! (Elsbeth Vetsch)

Leave a comment

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Pink Purple

Body

Background Color
Text Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction