Nesta série de postagens, faremos uma análise à luz da Bíblia Sagrada, dos sinais que antecedem a segunda vinda de Nosso Senhor Jesus Cristo, comparando estes sinais com a realidade da humanidade na geração em que vivemosl.

 

 

 

No livro de Mateus, no capítulo 24, versos 3 a 5, temos as perguntas dos discípulos e as respostas de Jesus:

 

 

 

"E, estando assentado no monte das Oliveiras, chegaram-se a ele os seus discípulos, em particular, dizendo: Dize-nos quando serão essas coisas, e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo? E Jesus, respondendo, disse-lhes: Acautelai-vos, que ninguém vos engane; Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos."

 

 

 

Nesta passagem, o Senhor Jesus responde os seus discípulos mencionando não somente um sinal, como eles pediram, mas lista uma série de sinais que antecederia a sua vinda, e o primeiro sinal é o da enganação sem precedentes.

 

 

 

A palavra "Cristo" significa "O Ungido", e é uma tradução do hebraico "Messias" que quer dizer "Deus conosco", ou seja, o Cristo é o próprio Deus habitando no nosso meio.

 

 

 

Se Jesus é o Cristo, logo ele é a verdade e solução de todas as coisas, e fora dele não hà nenhuma verdade. Assim, ao dizer que muitos serão enganados, Jesus deixa claro que os falsos cristos afirmarão possuirem a verdade, ou serem a verdade.

 

 

 

Isso é justamente o que temos visto atualmente. Nunca a humanidade esteve tão perdida. A verdade foi relativizada, inclusive existe até o ditado, de que "cada um tem a sua verdade".

 

 

 

Uns seguem a Buda, outros a Maomé, outros a Ghandi, outros a Karl Max, outros a Maria. Mas somente aqueles que cumprem os mandamentos de Jesus Cristo, nunca serão enganados.

 

 

 

2º SINAL - GUERRAS E RUMORES DE GUERRAS

 

 

 

 

 

 

 

Continuando a mencionar aos seus discípulos os sinais que indicariam a iminência da sua volta, o Senhor Jesus fala sobre as guerras e os rumores de guerra. Vejamos Mt 24:6-8, que diz assim:

 

 

 

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai não vos assusteis, porque é mister que isso tudo acontença, mas ainda não é o fim. Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares."

 

 

 

É interessante observar, que guerras sempre existiram na história da humanidade, mas, que no último século, morreram mas pessoas nas guerras (direta e indiretamente), que nos 1900 anos anteriores. Não obstante, com o advento da globalização e com a evolução da mídia, os conflitos regionais passaram a ter visibilidade mundial, e com isso, passou a cumprir-se de forma efetiva o 2º sinal da volta de Cristo, qual seja a rápida dispersação das informações sobre as guerras, e também os boatos sobre as possíveis guerras.

 

 

 

Notemos que Jesus fala sobre o conflito entre nações e entre reinos, o qual nos leva a concluir que nações representam os diferentes povos e os reinos são os governantes destes povos. Temos observado com uma frequência assustadora e cada vez maior estes conflitos preditos pelo Mestre, sejam povos, como indianos e paquistaneses ou israelenses e árabes, sejam governos, como os dos Estados Unidos e China.

 

 

 

Por fim, Jesus, demonstrando seu amor e seu cuidado, diz para nós não nos assustamos e apenas depositamos nele a nossa confiança, pois estas coisas são apenas o princípio de dores, ou seja, o começo dos sinais que indicam sobre a breviedade de sua volta

 

 

 

3º SINAL - FOME INTENSA EM VÁRIOS LUGARES DO MUNDO

 

 

 

 

 

 

 

"Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares."

 

 

 

 

 

 

 

É bem verdade que as guerras e as fomes têm acompanhado a humanidade por muito tempo. Mas, Jesus, ao mencionar aos seus discípulos os sinais que indicariam a proximidade da sua vinda, estava indicando que estes sinais aconteceriam de forma mais intensa, e também seriam mais amplamente espalhados pelo mundo.

 

 

 

Se observarmos a parábola da figueira, quando Jesus menciona o período de uma geração bíblica: "Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas estas coisas aconteçam.", e ainda, em Salmos 90:10 "A duração da nossa vida é de setenta anos...", podemos ver que a geração que viu a figueira renascer (Israel foi criado em 1948), presenciou um aumento dramático em intensidade e tamanho dos sinais que indicam a proximidade da vinda de Cristo.

 

 

 

Estes sinais estão intrínsicamente relacionados, pois guerras trazem consigo crises financeiras, e estas a fome. Podemos presenciar a situação crítica em que milhares de pessoas no mundo não possuem sequer o básico para alimentar-se, seja no Brasil (desigualdades sociais), seja na África (guerras e secas), na Ásia (chuvas).

 

 

 

A questão é que, embora o homem tenha aumentado a produção de alimentos, por diversos motivos, estes alimentos não tem chegado à mesa de muitas pessoas em todo o mundo, fazendo da fome um problema crônico que tem desafiado os Estados quanto à dificuldade de solução.

 

 

 

Assim, indubitavelmente, temos mais um sinal da volta de Jesus cumprindo-se diante dos nossos olhos.

 

 

 

4º SINAL - EPIDEMIAS GLOBAIS

 

 

 

 

 

 

 

"Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares."

 

 

 

 

 

É incrível como nas últimas décadas, e particularmente nos últimos anos, tem ocorrido o aparecimento de tantas doenças anteriormente não conhecidas e com o poder de propagação a nível mundial. Podemos listar, a aids, o ebola, a gripe do frango, a gripe suína, a gripe espanhola, entre tantas outras doenças que surgem em uma determinada região do planeta e logo se alastram, sem fronteiras, causando pânico em toda a população mundial.

 

 

 

Certamente, este é o sinal que Cristo mencionou, quando afirmou que apareceriam pestes em vários lugares do mundo. Para nós, cristãos, esses sinais são claros, sem possibilidade alguma de confusão quanto à época do retorno de Nosso Senhor Jesus Cristo.

 

 

 

O objetivo central deste blog é, justamente, apresentar estes sinais e as evidências bíblicas que nos mostram o iminente retorno de Jesus à nossa geração.

 

 

 

Felizes são aqueles que lavaram as suas vestiduras no sangue do Cordeiro, e que estão vigilantes e atentos aos sinais deixados pelo Mestre

 

 

 

5º SINAL - TERREMOTOS EM VÁRIOS LUGARES

 

 

 

 

 

 

 

 

 

"Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares. Mas todas estas coisas são o princípio das dores."

 

 

 

 

 

 

 

A ocorrência de terremotos têm aumentado de forma impressionante. Segundo especialistas, no século XX aconteceram mais terremotos que em toda a história humana conhecida, e na última década, aconteceram mais terremotos que em todo o século XX. No discurso acima, o Senhor Jesus menciona mais um sinal, qual seria a ocorrência de terremotos em vários lugares do mundo, e diz ainda que estes sinais serão apenas o princípio das dores.

 

 

 

Por falar em "dores", nos faz lembrar da mulher que está para dar a luz, e à medida que aproxima-se o momento da concepção, as contrações e as dores aumentam em intensidade e em período de tempo. É exatamente isto que temos observado nestes últimos dias antes da volta de Jesus a esta terra. Os sinais que Ele mencionou para que observássemos estão acontecendo cada vez mais fortes e com menor intervalo de tempo entre eles.

 

 

 

No caso dos terremotos, podemos mencionar a incidência de forma global: México, Argentina, Chile, Estados Unidos, Japão, Irã, Paquistão, Espanha, Nova Zelândia, Haiti, entre tantos outros países, que foram abalados recentemente por terremotos.

 

 

 

Sem dúvida, este é mais um sinal para nós, cristãos, ficarmos atentos às palavras infalíveis do Mestre

 

 

 

6º SINAL - COISAS ESPANTOSAS E GRANDES SINAIS NO SISTEMA SOLAR

 

 

 

 

 

 

 

Lc 21:11 - "E haverá em vários lugares grandes terremotos, e fomes e pestilências; haverá também coisas espantosas, e grandes sinais do céu."

 

 

 

 

 

 

 

Lc 21:25-26 - "E haverá sinais no sol e na lua e nas estrelas; e na terra angústia das nações, em perplexidade pelo bramido do mar e das ondas; homens desmaiando de terror, na expectação das coisas que sobrevirão ao mundo. Porquanto as virtudes do céu serão abaladas."

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Lendo estes versículos, parece que estamos tendo acesso ás notícias que estão acontecendo no nosso tempo. Estes sinais deixados por Cristo são tão patentes, que nos dão a certeza de que Ele voltará e os nossos olhos O verão vindo nos levar deste mundo tenebroso.

 

 

 

Vejamos alguns dos grandes sinais na atmosfera, no sol, na lua e no espaço sideral que estão acontecendo agora mesmo:

 

 

 

 

 

 

 

1- O terremoto que atingiu o Japão em 2011, alterou o eixo de rotação da terra;

 

 

 

2 - Os ufologistas não se cansam de propagar as aparições dos objetos voadores não identificados;

 

 

 

3 - A terra têm sido inundada com o fenômeno da aurora boreal;

 

 

 

4 - A lua está com a sua posição em relação à terra alterada;

 

 

 

5 - Repetidas vezes a mídia têm divulgado a presença de asteróides com rota provável de colisão com terra;

 

 

 

6 - A ocorrência de riscos à humanidade por conta das "chuvas de meteoritos";

 

 

 

7 - O sol está apresentando grandes instabilidades, emitindo assim tempestades de calor em direção ao espaço;

 

 

 

 

 

 

 

Estes são os sinais descritos por Jesus que aconteceriam fora da Terra. No 7º sinal, veremos os sinais que ocorreriam na Terra, especificamente com o homem e com a natureza

 

 

 

7º SINAL - GRANDES INSTABILIDADES NA NATUREZA E NO COMPORTAMENTO HUMANO

 

 

 

 

 

Lc 21:25-26 - "E haverá sinais no sol e na lua e nas estrelas; e na terra angústia das nações, em perplexidade pelo bramido do mar e das ondas; homens desmaiando de terror, na expectação das coisas que sobrevirão ao mundo. Porquanto as virtudes do céu serão abaladas."

 

 

 

Enquanto no sistema solar, o sol, a lua e as estrelas nos mostram os sinais de instabilidade, na Terra também vemos o 7º sinal predito por Jesus, qual seja o desequilíbrio da natureza e o comportamento desesperador da humanidade, na angústia em saber e sentir a desarmonia do cosmos.

 

 

 

Os tsunamis são eventos caracterizados por enormes ondas do mar que, por causa da ocorrência de um terremoto submarino passam a ser criadas e direcionadas ao continente. São fenômenos a muito conhecido, principalmente pelos orientais, mas, o que caracteriza este acontecimento como um dos sinais que indicam a iminente volta de Jesus, é o aumento da sua frequência, conforme temos visto atualmente.

 

 

 

Em consequência destas ondas, dos terremotos, dos sinais celestes, das guerras e revoluções, dos furacões e pricipalmente da ausência da paz interior que só Jesus pode oferecer, os homens têm apresentado atualmente um comportamente de total desespero e incerteza com relação ao futuro

 

 

 

8º SINAL - O RENASCIMENTO DA FIGUEIRA (ISRAEL) OCUPANDO LUGAR CENTRAL NO MUNDO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mt 24:32-34 - "Aprendei pois a parábola da figueira: Quando já os seus ramos se tornam tenros e brotam folhas, sabeis que está próximo o verão. Igualmente, quando virdes todas estas coisas, sabei que ele está próximo às portas. Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas estas coisas aconteçam."

 

 

 

Sl 90:10 - "A duração da nossa vida é de setenta anos..."

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Jesus veio inicialmente a este mundo como o descendente de Davi que seria o Messias de Israel. Com a rejeição dos judeus a Cristo, eles, no ano 70 d.C foram expulsos da Judéia e dispersos pelo mundo. Assim, Jesus profetizou que um dos sinais de que Ele estaria retornando, seria justamente o renascimento da nação de Israel com o respectivo retorno do povo judeu para a sua terra. Isto aconteceu de fato, após a segunda guerra mundial, sendo que no dia 15 de maio de 1948 estava criado oficialmente o Estado de Israel.

 

 

 

Jesus ainda disse, que a geração que veria o renascimento de Israel, não passaria, sem que todos os sinais, inclusive o seu retorno, acontecesse. Mas sabemos, que uma geração bíblica, conforme Sl 90:10, são de 70 anos judaicos (aproximadamente 69 anos gregorianos). Assim, esta geração está prevista para acabar no ano de 2017.

 

 

 

A palavra de Deus diz que não somente Israel renasceria, mas que ocuparia um lugar central na história do mundo, conforme vemos em Zc 12:2-3- "Eis que porei a Jerusalém como um copo de tremor para todos os povos em redor, e também para Judá, quando do cerco contra Jerusalém. E acontecerá naquele dia que farei de Jerusalém uma pedra pesada para todos os povos; todos os que carregarem com ela certamente serão despedaçados, e ajuntar-se-ão contra ela todas as nações da terra.". E, em Zc 12:9, completa: "E acontecerá, naquele dia, que procurarei destruir todas as nações que vierem contra Jerusalém;"

 

 

 

Este é justamente o cenário que temos visto, em que todas as nações da terra têm voltado suas atenções para Israel, com o objetivo de riscar esta pequenina e pederosa nação do mapa

 

 

 

9º SINAL - O ANTICRISTO E O FALSO PROFETA

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mt 24:5 - "Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos."

 

 

 

Mt 24:23 - "Então, se alguém vos disser: Eis que o Cristo está aqui, ou ali, não lhes deis crédito;"

 

 

 

Mt 24:15 - "Quando pois virdes que a abominação da desolação, de que falou o profeta Daniel, está no lugar santo; quem lê, atenda;"

 

 

 

Dn 9:27 - "E ele firmará um concerto com muitos por uma semana: e na metade da semana fará cessar o sacrifício e a oferta de manjares; e sobre a asa das abominações virá o assolador, e isso até à consumação; e o que está determinado será derramado sobre o assolador."

 

 

 

II Tess 2:1-4 - "Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição; O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus,"

 

 

 

Jo 5:43 - "Eu vim em nome do meu Pai, e não me aceitais; se outro vier em seu próprio nome, a esse aceitareis."

 

 

 

 

 

 

 

Crise financeira mundial, terceira guerra mundial, falsa ameaça de invasão alienígena, falso aquecimento global, tormentas solares, grandes terremotos e tsunamis, quedas de asteróides, chuvas de meteoritos, fomes e pestilências em escala global. É neste cenário, que de forma sutil aparecerá uma pessoa, que, com o discurso de "unidade na diversidade", "todos somos um", conseguirá resolver, aparentemente, as calamidades humanas.

 

 

 

A crise financeira mundial será resolvida com a moeda única mundial, provavelmente o chip sob a pele. A guerra será resolvida com um acordo entre Israel, os árabes e o resto do mundo. O falso aquecimento global será enfrentado com o estabelecimento de uma economia mundial "verde". As diferenças religiosas serão sanadas através do conselho mundial das religiões, sob o comando do Falso Profeta. A fome será resolvida, pois se criará um sistema de distribuição de alimentos, tipo o "programa bolsa família" aplicado no Brasil.

 

 

 

Com a solução aparente dos problemas da humanidade, o Executivo Mundial será aclamado por todos os povos e proclamará Jerusalém como sua capital, exigindo ainda a adoração de todas as pessoas, sendo que receberá essa adoração.

 

 

 

Mas, somente um povo na terra se recusará a adorá-lo e a receber a sua marca. Trata-se da IGREJA DE CRISTO, composta dos verdadeiros cristãos e dos judeus messiânicos, agora cristãos também.

 

 

 

Contra estes, o Anticristo descarregará a sua fúria, que se manifestará na Grande Tribulação dos cristãos

 

 

 

10º SINAL - APOSTASIA

 

 

 

(ESCÂNDALOS, TRAIÇÕES, FALSOS PROFETAS E O ESFRIAMENTO DO AMOR POR CRISTO E PELO PRÓXIMO)

 

 

 

Mt 24:10-13 - "Nesse tempo muitos serão escandalizados, e trair-se-ão uns aos outros, e uns aos outros se aborrecerão. E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos. E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará. Mas, aquele que perseverar até ao fim será salvo."

 

 

 

II Tess 2:3 - "Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição."

 

 

 

 

 

 

 

Antes e durante a grande tribulação dos cristãos, estará ocorrendo um dos sinais preditos por Cristo como indicativo da iminência do seu retorno. Trata-se da APOSTASIA, que significa "afastamento", ou seja: Pessoas que dizem ser cristãs, mas que não possuem nada de cristãs, e ainda ensinam outras pessoas a afastarem-se do verdadeiro caminho.

 

 

 

Hoje, é moda dizer que é cristão, inclusive, temos total liberdade de culto. Mas durante a grande tribulação, não será assim, pois com o aumento da perseguição, muitos abandonarão a Cristo, e se voltarão para o mundo, sendo que enquanto para os cristãos será momento de angústia, para o restante será um momento de prosperidade e felicidade, conforme disse Jesus, em Lucas 17:28-30 - "Como também da mesma maneira aconteceu nos dias de Ló: comiam, bebiam, compravam, vendiam, plantavam e edificavam. Mas no dia em que Ló saiu de sodoma choveu fogo e enxofre, e os consumiu a todos. Assim será no dia em que o Filho do Homem se há de manifestar."

 

 

 

A maldade e o pecado se multiplicará muito dentro do próprio movimento daqueles que se dizem cristãos (Essa é a Apostasia). Os próprios líderes cristãos serão os primeiros a trairem os demais e a Cristo, e muitos falsos profetas enganarão as ovelhas incautas com doutrinas de perdição e ecumenismo. Paulo já falava sobre isso a Timóteo, em I Tm 4:1 - "Mas, o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrina de demônios.".

 

 

Assim, somente permanecerão firmes os verdadeiros cristãos. Inclusive, a palavra "tribulação" origina-se do latim tribulum, que era um instrumento utilizado pelos agricultores para separar o joio do trigo. Neste sentido, a palavra encaixa-se perfeitamente, pois na grande tribulação será realizada realmente a separação entre os verdadeiros e os falsos cristãos, e somente "aqueles que perseverarem até o fim serão salvos

Fonte: geracaodafigueira.blogspot.

Pedimos ue Compartilhem este Conteúdo.

Att: Eliseu Vieira Ramos

Nesta série de postagens, faremos uma análise à luz da Bíblia Sagrada, dos sinais que antecedem a segunda vinda de Nosso Senhor Jesus Cristo, comparando estes sinais com a realidade da humanidade na geração em que vivemosl.

 

 

 

No livro de Mateus, no capítulo 24, versos 3 a 5, temos as perguntas dos discípulos e as respostas de Jesus:

 

 

 

"E, estando assentado no monte das Oliveiras, chegaram-se a ele os seus discípulos, em particular, dizendo: Dize-nos quando serão essas coisas, e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo? E Jesus, respondendo, disse-lhes: Acautelai-vos, que ninguém vos engane; Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos."

 

 

 

Nesta passagem, o Senhor Jesus responde os seus discípulos mencionando não somente um sinal, como eles pediram, mas lista uma série de sinais que antecederia a sua vinda, e o primeiro sinal é o da enganação sem precedentes.

 

 

 

A palavra "Cristo" significa "O Ungido", e é uma tradução do hebraico "Messias" que quer dizer "Deus conosco", ou seja, o Cristo é o próprio Deus habitando no nosso meio.

 

 

 

Se Jesus é o Cristo, logo ele é a verdade e solução de todas as coisas, e fora dele não hà nenhuma verdade. Assim, ao dizer que muitos serão enganados, Jesus deixa claro que os falsos cristos afirmarão possuirem a verdade, ou serem a verdade.

 

 

 

Isso é justamente o que temos visto atualmente. Nunca a humanidade esteve tão perdida. A verdade foi relativizada, inclusive existe até o ditado, de que "cada um tem a sua verdade".

 

 

 

Uns seguem a Buda, outros a Maomé, outros a Ghandi, outros a Karl Max, outros a Maria. Mas somente aqueles que cumprem os mandamentos de Jesus Cristo, nunca serão enganados.

 

 

 

2º SINAL - GUERRAS E RUMORES DE GUERRAS

 

 

 

 

 

 

 

Continuando a mencionar aos seus discípulos os sinais que indicariam a iminência da sua volta, o Senhor Jesus fala sobre as guerras e os rumores de guerra. Vejamos Mt 24:6-8, que diz assim:

 

 

 

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai não vos assusteis, porque é mister que isso tudo acontença, mas ainda não é o fim. Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares."

 

 

 

É interessante observar, que guerras sempre existiram na história da humanidade, mas, que no último século, morreram mas pessoas nas guerras (direta e indiretamente), que nos 1900 anos anteriores. Não obstante, com o advento da globalização e com a evolução da mídia, os conflitos regionais passaram a ter visibilidade mundial, e com isso, passou a cumprir-se de forma efetiva o 2º sinal da volta de Cristo, qual seja a rápida dispersação das informações sobre as guerras, e também os boatos sobre as possíveis guerras.

 

 

 

Notemos que Jesus fala sobre o conflito entre nações e entre reinos, o qual nos leva a concluir que nações representam os diferentes povos e os reinos são os governantes destes povos. Temos observado com uma frequência assustadora e cada vez maior estes conflitos preditos pelo Mestre, sejam povos, como indianos e paquistaneses ou israelenses e árabes, sejam governos, como os dos Estados Unidos e China.

 

 

 

Por fim, Jesus, demonstrando seu amor e seu cuidado, diz para nós não nos assustamos e apenas depositamos nele a nossa confiança, pois estas coisas são apenas o princípio de dores, ou seja, o começo dos sinais que indicam sobre a breviedade de sua volta

 

 

 

3º SINAL - FOME INTENSA EM VÁRIOS LUGARES DO MUNDO

 

 

 

 

 

 

 

"Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares."

 

 

 

 

 

 

 

É bem verdade que as guerras e as fomes têm acompanhado a humanidade por muito tempo. Mas, Jesus, ao mencionar aos seus discípulos os sinais que indicariam a proximidade da sua vinda, estava indicando que estes sinais aconteceriam de forma mais intensa, e também seriam mais amplamente espalhados pelo mundo.

 

 

 

Se observarmos a parábola da figueira, quando Jesus menciona o período de uma geração bíblica: "Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas estas coisas aconteçam.", e ainda, em Salmos 90:10 "A duração da nossa vida é de setenta anos...", podemos ver que a geração que viu a figueira renascer (Israel foi criado em 1948), presenciou um aumento dramático em intensidade e tamanho dos sinais que indicam a proximidade da vinda de Cristo.

 

 

 

Estes sinais estão intrínsicamente relacionados, pois guerras trazem consigo crises financeiras, e estas a fome. Podemos presenciar a situação crítica em que milhares de pessoas no mundo não possuem sequer o básico para alimentar-se, seja no Brasil (desigualdades sociais), seja na África (guerras e secas), na Ásia (chuvas).

 

 

 

A questão é que, embora o homem tenha aumentado a produção de alimentos, por diversos motivos, estes alimentos não tem chegado à mesa de muitas pessoas em todo o mundo, fazendo da fome um problema crônico que tem desafiado os Estados quanto à dificuldade de solução.

 

 

 

Assim, indubitavelmente, temos mais um sinal da volta de Jesus cumprindo-se diante dos nossos olhos.

 

 

 

4º SINAL - EPIDEMIAS GLOBAIS

 

 

 

 

 

 

 

"Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares."

 

 

 

 

 

É incrível como nas últimas décadas, e particularmente nos últimos anos, tem ocorrido o aparecimento de tantas doenças anteriormente não conhecidas e com o poder de propagação a nível mundial. Podemos listar, a aids, o ebola, a gripe do frango, a gripe suína, a gripe espanhola, entre tantas outras doenças que surgem em uma determinada região do planeta e logo se alastram, sem fronteiras, causando pânico em toda a população mundial.

 

 

 

Certamente, este é o sinal que Cristo mencionou, quando afirmou que apareceriam pestes em vários lugares do mundo. Para nós, cristãos, esses sinais são claros, sem possibilidade alguma de confusão quanto à época do retorno de Nosso Senhor Jesus Cristo.

 

 

 

O objetivo central deste blog é, justamente, apresentar estes sinais e as evidências bíblicas que nos mostram o iminente retorno de Jesus à nossa geração.

 

 

 

Felizes são aqueles que lavaram as suas vestiduras no sangue do Cordeiro, e que estão vigilantes e atentos aos sinais deixados pelo Mestre

 

 

 

5º SINAL - TERREMOTOS EM VÁRIOS LUGARES

 

 

 

 

 

 

 

 

 

"Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares. Mas todas estas coisas são o princípio das dores."

 

 

 

 

 

 

 

A ocorrência de terremotos têm aumentado de forma impressionante. Segundo especialistas, no século XX aconteceram mais terremotos que em toda a história humana conhecida, e na última década, aconteceram mais terremotos que em todo o século XX. No discurso acima, o Senhor Jesus menciona mais um sinal, qual seria a ocorrência de terremotos em vários lugares do mundo, e diz ainda que estes sinais serão apenas o princípio das dores.

 

 

 

Por falar em "dores", nos faz lembrar da mulher que está para dar a luz, e à medida que aproxima-se o momento da concepção, as contrações e as dores aumentam em intensidade e em período de tempo. É exatamente isto que temos observado nestes últimos dias antes da volta de Jesus a esta terra. Os sinais que Ele mencionou para que observássemos estão acontecendo cada vez mais fortes e com menor intervalo de tempo entre eles.

 

 

 

No caso dos terremotos, podemos mencionar a incidência de forma global: México, Argentina, Chile, Estados Unidos, Japão, Irã, Paquistão, Espanha, Nova Zelândia, Haiti, entre tantos outros países, que foram abalados recentemente por terremotos.

 

 

 

Sem dúvida, este é mais um sinal para nós, cristãos, ficarmos atentos às palavras infalíveis do Mestre

 

 

 

6º SINAL - COISAS ESPANTOSAS E GRANDES SINAIS NO SISTEMA SOLAR

 

 

 

 

 

 

 

Lc 21:11 - "E haverá em vários lugares grandes terremotos, e fomes e pestilências; haverá também coisas espantosas, e grandes sinais do céu."

 

 

 

 

 

 

 

Lc 21:25-26 - "E haverá sinais no sol e na lua e nas estrelas; e na terra angústia das nações, em perplexidade pelo bramido do mar e das ondas; homens desmaiando de terror, na expectação das coisas que sobrevirão ao mundo. Porquanto as virtudes do céu serão abaladas."

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Lendo estes versículos, parece que estamos tendo acesso ás notícias que estão acontecendo no nosso tempo. Estes sinais deixados por Cristo são tão patentes, que nos dão a certeza de que Ele voltará e os nossos olhos O verão vindo nos levar deste mundo tenebroso.

 

 

 

Vejamos alguns dos grandes sinais na atmosfera, no sol, na lua e no espaço sideral que estão acontecendo agora mesmo:

 

 

 

 

 

 

 

1- O terremoto que atingiu o Japão em 2011, alterou o eixo de rotação da terra;

 

 

 

2 - Os ufologistas não se cansam de propagar as aparições dos objetos voadores não identificados;

 

 

 

3 - A terra têm sido inundada com o fenômeno da aurora boreal;

 

 

 

4 - A lua está com a sua posição em relação à terra alterada;

 

 

 

5 - Repetidas vezes a mídia têm divulgado a presença de asteróides com rota provável de colisão com terra;

 

 

 

6 - A ocorrência de riscos à humanidade por conta das "chuvas de meteoritos";

 

 

 

7 - O sol está apresentando grandes instabilidades, emitindo assim tempestades de calor em direção ao espaço;

 

 

 

 

 

 

 

Estes são os sinais descritos por Jesus que aconteceriam fora da Terra. No 7º sinal, veremos os sinais que ocorreriam na Terra, especificamente com o homem e com a natureza

 

 

 

7º SINAL - GRANDES INSTABILIDADES NA NATUREZA E NO COMPORTAMENTO HUMANO

 

 

 

 

 

Lc 21:25-26 - "E haverá sinais no sol e na lua e nas estrelas; e na terra angústia das nações, em perplexidade pelo bramido do mar e das ondas; homens desmaiando de terror, na expectação das coisas que sobrevirão ao mundo. Porquanto as virtudes do céu serão abaladas."

 

 

 

Enquanto no sistema solar, o sol, a lua e as estrelas nos mostram os sinais de instabilidade, na Terra também vemos o 7º sinal predito por Jesus, qual seja o desequilíbrio da natureza e o comportamento desesperador da humanidade, na angústia em saber e sentir a desarmonia do cosmos.

 

 

 

Os tsunamis são eventos caracterizados por enormes ondas do mar que, por causa da ocorrência de um terremoto submarino passam a ser criadas e direcionadas ao continente. São fenômenos a muito conhecido, principalmente pelos orientais, mas, o que caracteriza este acontecimento como um dos sinais que indicam a iminente volta de Jesus, é o aumento da sua frequência, conforme temos visto atualmente.

 

 

 

Em consequência destas ondas, dos terremotos, dos sinais celestes, das guerras e revoluções, dos furacões e pricipalmente da ausência da paz interior que só Jesus pode oferecer, os homens têm apresentado atualmente um comportamente de total desespero e incerteza com relação ao futuro

 

 

 

8º SINAL - O RENASCIMENTO DA FIGUEIRA (ISRAEL) OCUPANDO LUGAR CENTRAL NO MUNDO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mt 24:32-34 - "Aprendei pois a parábola da figueira: Quando já os seus ramos se tornam tenros e brotam folhas, sabeis que está próximo o verão. Igualmente, quando virdes todas estas coisas, sabei que ele está próximo às portas. Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas estas coisas aconteçam."

 

 

 

Sl 90:10 - "A duração da nossa vida é de setenta anos..."

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Jesus veio inicialmente a este mundo como o descendente de Davi que seria o Messias de Israel. Com a rejeição dos judeus a Cristo, eles, no ano 70 d.C foram expulsos da Judéia e dispersos pelo mundo. Assim, Jesus profetizou que um dos sinais de que Ele estaria retornando, seria justamente o renascimento da nação de Israel com o respectivo retorno do povo judeu para a sua terra. Isto aconteceu de fato, após a segunda guerra mundial, sendo que no dia 15 de maio de 1948 estava criado oficialmente o Estado de Israel.

 

 

 

Jesus ainda disse, que a geração que veria o renascimento de Israel, não passaria, sem que todos os sinais, inclusive o seu retorno, acontecesse. Mas sabemos, que uma geração bíblica, conforme Sl 90:10, são de 70 anos judaicos (aproximadamente 69 anos gregorianos). Assim, esta geração está prevista para acabar no ano de 2017.

 

 

 

A palavra de Deus diz que não somente Israel renasceria, mas que ocuparia um lugar central na história do mundo, conforme vemos em Zc 12:2-3- "Eis que porei a Jerusalém como um copo de tremor para todos os povos em redor, e também para Judá, quando do cerco contra Jerusalém. E acontecerá naquele dia que farei de Jerusalém uma pedra pesada para todos os povos; todos os que carregarem com ela certamente serão despedaçados, e ajuntar-se-ão contra ela todas as nações da terra.". E, em Zc 12:9, completa: "E acontecerá, naquele dia, que procurarei destruir todas as nações que vierem contra Jerusalém;"

 

 

 

Este é justamente o cenário que temos visto, em que todas as nações da terra têm voltado suas atenções para Israel, com o objetivo de riscar esta pequenina e pederosa nação do mapa

 

 

 

9º SINAL - O ANTICRISTO E O FALSO PROFETA

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mt 24:5 - "Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos."

 

 

 

Mt 24:23 - "Então, se alguém vos disser: Eis que o Cristo está aqui, ou ali, não lhes deis crédito;"

 

 

 

Mt 24:15 - "Quando pois virdes que a abominação da desolação, de que falou o profeta Daniel, está no lugar santo; quem lê, atenda;"

 

 

 

Dn 9:27 - "E ele firmará um concerto com muitos por uma semana: e na metade da semana fará cessar o sacrifício e a oferta de manjares; e sobre a asa das abominações virá o assolador, e isso até à consumação; e o que está determinado será derramado sobre o assolador."

 

 

 

II Tess 2:1-4 - "Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição; O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus,"

 

 

 

Jo 5:43 - "Eu vim em nome do meu Pai, e não me aceitais; se outro vier em seu próprio nome, a esse aceitareis."

 

 

 

 

 

 

 

Crise financeira mundial, terceira guerra mundial, falsa ameaça de invasão alienígena, falso aquecimento global, tormentas solares, grandes terremotos e tsunamis, quedas de asteróides, chuvas de meteoritos, fomes e pestilências em escala global. É neste cenário, que de forma sutil aparecerá uma pessoa, que, com o discurso de "unidade na diversidade", "todos somos um", conseguirá resolver, aparentemente, as calamidades humanas.

 

 

 

A crise financeira mundial será resolvida com a moeda única mundial, provavelmente o chip sob a pele. A guerra será resolvida com um acordo entre Israel, os árabes e o resto do mundo. O falso aquecimento global será enfrentado com o estabelecimento de uma economia mundial "verde". As diferenças religiosas serão sanadas através do conselho mundial das religiões, sob o comando do Falso Profeta. A fome será resolvida, pois se criará um sistema de distribuição de alimentos, tipo o "programa bolsa família" aplicado no Brasil.

 

 

 

Com a solução aparente dos problemas da humanidade, o Executivo Mundial será aclamado por todos os povos e proclamará Jerusalém como sua capital, exigindo ainda a adoração de todas as pessoas, sendo que receberá essa adoração.

 

 

 

Mas, somente um povo na terra se recusará a adorá-lo e a receber a sua marca. Trata-se da IGREJA DE CRISTO, composta dos verdadeiros cristãos e dos judeus messiânicos, agora cristãos também.

 

 

 

Contra estes, o Anticristo descarregará a sua fúria, que se manifestará na Grande Tribulação dos cristãos

 

 

 

10º SINAL - APOSTASIA

 

 

 

(ESCÂNDALOS, TRAIÇÕES, FALSOS PROFETAS E O ESFRIAMENTO DO AMOR POR CRISTO E PELO PRÓXIMO)

 

 

 

Mt 24:10-13 - "Nesse tempo muitos serão escandalizados, e trair-se-ão uns aos outros, e uns aos outros se aborrecerão. E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos. E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará. Mas, aquele que perseverar até ao fim será salvo."

 

 

 

II Tess 2:3 - "Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição."

 

 

 

 

 

 

 

Antes e durante a grande tribulação dos cristãos, estará ocorrendo um dos sinais preditos por Cristo como indicativo da iminência do seu retorno. Trata-se da APOSTASIA, que significa "afastamento", ou seja: Pessoas que dizem ser cristãs, mas que não possuem nada de cristãs, e ainda ensinam outras pessoas a afastarem-se do verdadeiro caminho.

 

 

 

Hoje, é moda dizer que é cristão, inclusive, temos total liberdade de culto. Mas durante a grande tribulação, não será assim, pois com o aumento da perseguição, muitos abandonarão a Cristo, e se voltarão para o mundo, sendo que enquanto para os cristãos será momento de angústia, para o restante será um momento de prosperidade e felicidade, conforme disse Jesus, em Lucas 17:28-30 - "Como também da mesma maneira aconteceu nos dias de Ló: comiam, bebiam, compravam, vendiam, plantavam e edificavam. Mas no dia em que Ló saiu de sodoma choveu fogo e enxofre, e os consumiu a todos. Assim será no dia em que o Filho do Homem se há de manifestar."

 

 

 

A maldade e o pecado se multiplicará muito dentro do próprio movimento daqueles que se dizem cristãos (Essa é a Apostasia). Os próprios líderes cristãos serão os primeiros a trairem os demais e a Cristo, e muitos falsos profetas enganarão as ovelhas incautas com doutrinas de perdição e ecumenismo. Paulo já falava sobre isso a Timóteo, em I Tm 4:1 - "Mas, o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrina de demônios.".

 

 

Assim, somente permanecerão firmes os verdadeiros cristãos. Inclusive, a palavra "tribulação" origina-se do latim tribulum, que era um instrumento utilizado pelos agricultores para separar o joio do trigo. Neste sentido, a palavra encaixa-se perfeitamente, pois na grande tribulação será realizada realmente a separação entre os verdadeiros e os falsos cristãos, e somente "aqueles que perseverarem até o fim serão salvos

Fonte: geracaodafigueira.blogspot.

Pedimos ue Compartilhem este Conteúdo.

Att: Eliseu Vieira Ramos

Leave a comment

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Pink Purple

Body

Background Color
Text Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction